Entrevista publicada na revista Z Cultural, em fevereiro de 2019. Com mediação de Rafael Julião e Eucanaã Ferraz.  Em 21 de setembro de 2017, Bruno Cosentino, um dos idealizadores do Núcleo de Estudos da Canção do PACC, da Faculdade de Letras da UFRJ, foi convidado a fechar o ciclo do primeiro ano de audições de discos […]

Entrevista concedida a Ary Marmo, do site Som do Som, por ocasião do lançamento do disco “Corpos são feitos pra encaixar e depois morrer”. O cantor e compositor Bruno Cosentino é pura poesia e amor. Em seu terceiro disco solo, que está sendo lançado hoje, Corpos São Feitos pra Encaixar e Depois Morrer, o amor áspero, real, cheio de tensão […]

Texto escrito para a revista Amarello, edição #14, sobre a “Beleza”, e que discute a relação entre a beleza e a música de vanguarda, a partir da cena musical de improvisação livre no Rio de Janeiro, sediada na casa de shows Áudio Rebel. I O que é bonito pra mim, pode não ser pra você. […]

Texto sobre o disco “Amarelo”, escrito pelo compositor e crítico Paulo da Costa, para a revista Piauí. Amarela, em tons de ouro, é a luz do fim de tarde. Luz tenra, que delineia formas e volumes com mãos delicadas, revelando cores e matizes quentes, texturas afetivas. É nesse amarelo que penso quando ouço o álbum […]

Texto de apresentação de “Babies”, escrito pela fotógrafa e crítica musical Pérola Mathias, e publicado no encarte do disco e no site Poro Aberto. Bruno Cosentino dá as caras. Se em Amarelo o torso nu (que anunciava seu primeiro disco solo) preconizava a contraditoriedade do desprendimento do corpo descoberto e, ao mesmo tempo, sua forma escultural […]

Texto publicado na revista Roda com comentários meus sobre cada uma das faixas do disco “Amarelo”.  Tarde Esta canção é uma canção curta. Ela e “Amor a quanto obriga”, quando as compus, pretendia que fossem uma só; os acordes são os mesmos, a temática também, mas não deu. Escolhi então colocá-las juntas na forma de […]

Texto escrito por mim, a convite de Márcio Bulk, para sua coluna “Pitacos valvulados”, na revista Roda. Comparo a postura crítica no campo musical da banda Racionais MC’s com a do meu ídolo máximo Caetano Veloso.   Na última sexta-feira, os Racionais MC’s se apresentaram pela primeira vez na zona sul do Rio de Janeiro, num evento chamado […]

Matéria sobre o lançamento do disco “Babies”, escrita pelo jornalista Leonardo Lichote para o jornal O Globo, seguida de breve texto crítico de Silvio Essinger.  Eu tenho muito a dizer sobre a crítica do Essinger, porque as críticas boas me fazem pensar. E faço agora por conta do show deste sábado e porque se não fosse […]